Um engano de mais de três décadas

Tania e Pedro Du Bois são amigos muito querido  ambos escritores e talentosos,moram em Balneário Camboriú, mas têm uma intensa ligação familiar e afetiva com a nossa cidade. Sempre que vêm pra cá tratamos de encontrá-los a fim de estreitar laços, rir, trocar abraços e figurinhas literárias.

Trouxeram-me de presente, desta vez, um livro de poesias de Eduardo Alves da Costa, No Caminho, com Maiakóvski – Poesia Reunida. Foram logo dizendo que amaram a obra e que ela carrega uma história inusitada. Lendo a apresentação inteirei-me de que falavam com tanto entusiasmo.

O editor (Geração de Comunicação Integrada Comercial Ltda.) conta que, na década de 1970, Roberto Freire em Viva eu, Viva Tu, Viva o Rabo do Tatu! usou na epígrafe do livro um fragmento do poema “No Caminho, com Maiakovski”, atribuindo a autoria ao escritor russo. Freire retratou-se anos depois, mas Gabriel García Marquez, Jorge Luiz Borges, Wilhelm Reich, Bertolt Brecht, Leopold Senghor, Jung e Maiakosvski tiveram seus nomes citados como autores do poema também. 

Os versos de Eduardo Alves da Costa tornaram-se sinônimo de luta pela liberdade, ganharam o mundo, ganharam novela da Globo. Foram Mino Carta, Henfil e Manoel Carlos, entre outros, que fizeram justiça ao verdadeiro autor. Hoje, segundo o editor, a obra fala por si. O livro que trago é uma coletânea de todos os poemas do brasileiro, que, de forma contundente, retrata o drama humano, assim como serve à denúncia social, para o que, a poesia é um veículo perfeito.

Tania e Pedro não sabem o que causaram com seu presente maravilhoso! Chegando em casa, após uma rodada de pizzas, sentindo ainda o gosto da comida que compartilhamos, pus-me a ler meu maravilhoso presente. E não consegui mais parar, o que é um milagre. Confesso que não tenho o hábito de ler poesia, apesar de render-me a alguns poetas e poetizas, esporadicamente. Mas aquela noite foi de Eduardo Alves da Costa, sem descanso, sem trégua. E que bom o meu sarau! E que boa a minha noite!

Aí vai um lindo fragmento do poema citado, para que você fique com água na boca:

“Tu sabes,

Conheces melhor do que eu

a velha história.

Na primeira noite eles se aproximam

e roubam uma flor

do  nosso jardim.

E não dizemos nada.

Na segunda noite já não se escondem:

pisam as flores,

matam o nosso cão,

e não dizemos nada.

Até que um dia,

o mais frágil deles

entra sozinho em nossa casa,

rouba-nos a luz, e,

conhecendo o nosso medo,

arranca-nos a voz da garganta.

E já não podemos dizer nada.”

Boa leitura! Se você não tem o hábito de ler poesia, adquira-o, conquista-o. Vale muito a pena!

Comentários

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
VCP - PFB Azul 08:45:00 Passo Fundo segunda a sábado
VCP - PFB Azul 17:40:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 23:15:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 20:35:00 Passo Fundo sábados
PFB - VCP Azul 06:00:00 Campinas - SP todos os dias
PFB - VCP Azul 10:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos domingos
PFB - VCP Azul 19:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos sábados
FLN - PFB Azul 16:15:00 Passo Fundo Segundas, sextas e domingos
PFB - FLN Azul 18:20:00 Florianópolis Segundas, sextas e domingos

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027