Diário da Manhã

Regimes comunistas fascistas e nazistas: quem censurou mais?

Numa espécie de regurgitamento dos tempos jurássicos as redes sociais foram inundadas por três palavras carregadas de bolor: comunista, fascista e nazista. O século passado purgou os efeitos nefastos das atrocidades cometidas pelos regimes comunistas, fascistas e nazistas que nada produziram de produtivo além de assassinatos em massa.

Comunistas, nazistas e fascistas mataram tanto que é difícil ter o número exato. Nas contas dos comunistas franceses o fascismo foi o “bonzinho”, o nazismo está em segundo e no topo fica o comunismo. Mas diga lá, há coisa mais macabra do que fazer cálculo matemático para ver quem matou menos? Isso não pode nos levar à demência!

Mas vamos em frente: virou moda, agora, o cara tido como comunista apontar o dedo acusador de fascista contra quem discorda de seu ponto de vista. Claro o cara tido como nazista tisna de comunista o opositor que odeia. Já o cara tido como fascista achincalha comunista e assim sucessivamente.

E por que agora essas palavras ressurgem com intensidade? Resposta unanime: porque vivemos numa democracia. Só a democracia permite liberdade de expressão, pois a primeira coisa que regimes comunistas, fascistas e nazistas fizeram (e fazem) foi extirpar a liberdade de expressão que é a mãe de todas as liberdades.

“A censura feita na União Soviética com Lênin e Stalin entre 1922 e 1991 pelo partido comunista sobre o conteúdo das informações propagadas, incluindo materiais impressos, músicas peças teatrais, obras de arte, cinema, fotografia transmissão de rádio e televisão, tinha como objetivos suprimir as fontes de informação alternativas às oficiais” para transformar a população numa tropa de gado.

Na Alemanha nazista “a propaganda para o público em geral funciona a partir do ponto de vista de uma ideia, e o prepara para quando da vitória dessa opinião". Alçado ao poder em 1933, Hitler estabelece o Ministério do Reich para Esclarecimento Popular e Propaganda, encabeçado por Joseph Goebbels. Isso para garantir que a mensagem “nazista fosse transmitida com sucesso através da arte, música, teatro, filmes, livros, rádio, material escolar e imprensa”, treinando o povo para ser tropa de gado.    Alfredo Rocco, ministro da propaganda no fascismo de Mussolini disse não querer impor censura nas comunicações, mas manteve como exceção ‘’toda atividade contrária aos interesses nacionais’’. A ‘Fidelidade à Pátria’ assumia uma posição de máxima importância”. Era fundamental treinar o povo para ser tropa de gado.

Eis algo fantástico nestes tempos pós-jurássicos: comunistas, fascistas e nazistas se lambuzam com a liberdade de imprensa que conseguem usufruir nas democracias burguesas, mas já imaginando como farão para impor total censura contra os possíveis adversários no dia em que tomarem o poder. Sempre que ouço, leio comunista, fascista ou nazista reclamar da falta de liberdade de imprensa recordo como Lenin, Stalin, Mao, Fidel, Mussolini, Hitler transformaram seus governados em tropa de gado. E recordo da história do sapo que pediu para se jogado no fogo...

Comentários

Galerias de Fotos

Anuncie Aqui

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
VCP - PFB Azul 08:45:00 Passo Fundo segunda a sábado
VCP - PFB Azul 17:40:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 23:15:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 20:35:00 Passo Fundo sábados
PFB - VCP Azul 06:00:00 Campinas - SP todos os dias
PFB - VCP Azul 10:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos domingos
PFB - VCP Azul 19:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos sábados
FLN - PFB Azul 16:15:00 Passo Fundo Segundas, sextas e domingos
PFB - FLN Azul 18:20:00 Florianópolis Segundas, sextas e domingos

Baixe o Aplicativo do Jornal

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027