Diário da Manhã | Notícia, Jornal, Rádio, Passo Fundo, Carazinho

Contas salgadas

As greves são movimentos legítimos de reivindicações. É claro que greve é inerente ao trabalhador. É evidente que patrão não faz greve. O que vimos nas últimas semanas não caracteriza greve. As transportadoras organizaram um movimento, argumentando que o preço do frente não cobria as despesas. O País ficou paralisado por vários dias, com prejuízos incalculáveis à economia brasileira. O governo sabia das reivindicações e do perigo de uma paralisação. A incompetência gerencial do Estado brasileiro deixou a coisa acontecer, sem tomar nenhuma providência cautelar. Outro aspecto a ser anotado foi a violência utilizada nas barreiras. Movimento reivindicatório não pode matar ninguém. E a participação deve ser voluntária. Por outro lado, não se falou em aumento de salários dos trabalhadores. O governo fez acordos. Não foi percebido nenhum oferecimento de melhora à categoria dos empregados de transportadoras. No acordo celebrado foram oferecidas vantagens, como a diminuição do preço do óleo diesel e de impostos. Além disso, foi fixado um preço mínimo para o frete. Esse aumento tem  de ser pago pela cadeia produtiva. E a consequência será o aumento geral de preços. Quem paga a conta? Um grave erro cometido pela mídia foi exatamente falar em GREVE. Não houve greve. O movimento foi articulado por grandes transportadoras. É verdade que caminhoneiros autônomos participaram. E também é verdade que os pleitos de todos eram justos. Não há discussão acerca disso. O problema é que a sociedade será a responsável pelo pagamento da fatura. Tudo isso é resultado de uma gestão desastrosa. O perigo do movimento era anunciado desde o ano passado. Nenhuma providência foi adotada. Uma medida provisória foi anunciada, fixando preço mínimo para o frete. Todos nós sabemos que não há tabelamento de preços na economia. O mercado deve regular os preços. Verifica-se que o problema não está nos preços dos fretes, mas nos custos que cada transportador tem. O frete já era caro. Conforme alguns especialistas, a tabela fixada pelo governo é impraticável. Em razão disso, os “especialistas do governo” acenam em diminuição dos preços articulados na Medida Provisória. Acontece que tudo não vai se esgotar agora. Daqui sessenta dias os preços dos combustíveis serão revistos. Alguém está pensando nas reações dos transportadores? O governo tem obrigação de evitar um novo movimento da mesma ordem. Atenção povo brasileiro: Os PROBLEMAS DOS CAMINHONEIROS AINDA NÃO FORAM RESOLVIDOS COMPLETAMENTE. A economia brasileira continua mal administrada. Parece que tudo é resolvido por impulso. Parece que não existe um Ministério do Planejamento. Um País com uma economia complexa precisa de políticas públicas. Tenho fundadas suspeitas que a nossa economia é puxada pela sociedade. E que o governo não se preocupa com o que vai acontecer no curto prazo. Há muitos anos que frete pesa no agronegócio, por exemplo. Alguém recorda de alguma iniciativa do governo? Os governos têm sido assim. Agem fustigados pelos movimentos. Ainda temos que recordar: a Petrobras foi ROUBADA por este e por outros governos. Na história brasileira nunca houve política de reajuste diários preços, que estavam sendo praticados pela PETROBRAS. Isso aconteceu somente depois que assaltaram os cofres da maior estatal brasileira. Era previsível que esses aumentos ficassem insustentáveis, mas o governo falhou mais uma vez. Ninguém deseja o apocalipse, tampouco ser profeta do caos. A sociedade sabe o que esse movimento causou. Estamos apenas assistindo, achando que nada mais vai acontecer. É importante que a sociedade fique vigilante, porque não vencemos as crises.

Comentários

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
VCP - PFB Azul 08:45:00 Passo Fundo segunda a sábado
VCP - PFB Azul 17:40:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 23:15:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 20:35:00 Passo Fundo sábados
PFB - VCP Azul 06:00:00 Campinas - SP todos os dias
PFB - VCP Azul 10:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos domingos
PFB - VCP Azul 19:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos sábados
FLN - PFB Azul 16:15:00 Passo Fundo Segundas, sextas e domingos
PFB - FLN Azul 18:20:00 Florianópolis Segundas, sextas e domingos

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027