O Poder da Informação

Gilberto Mutti Dumke
Delegado de Polícia, titular da Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento de Passo Fundo


Diariamente, são registradas diversas ocorrências policiais que, na maioria das vezes, se traduzem em desafios aos órgãos de segurança pública, responsáveis pela imediata prisão do autor do crime ou, num segundo momento, pela sua identificação e posterior responsabilização penal. Nesse contexto, para que o resultado seja atingido, faz-se necessária a conjugação de diversos fatores, os quais, a primeira vista, se resumem na sincronia entre recursos humanos, materiais e tecnológicos. Por óbvio, quando se pretende prevenir ou investigar determinado delito, prender algum criminoso ou reaver bens subtraídos das vítimas, faz-se necessário contarmos com um efetivo policial condizente, que tenha à disposição equipamentos adequados, que permitam o cumprimento de sua missão em segurança, minimizando os riscos decorrentes da exposição que a profissão impõe. Em que pese à essencialidade desses fatores, para que esse instrumento de proteção social surta os efeitos almejados, faz-se necessária uma ferramenta de relevância ímpar, consistente na informação. E de onde vem a informação? A quem incumbe a responsabilidade de difundir o conhecimento de fatos relevantes a quem possa utilizá-lo no efetivo combate à criminalidade? De que forma esses fatos devem ser levados ao conhecimento das autoridades responsáveis pela segurança pública? São questionamentos que, obrigatoriamente, cada um de nós, comprometidos em fazer de nossa sociedade um ambiente saudável, deve se fazer. Chegaremos, então, à conclusão de que a informação está em nosso bairro, na rua onde moramos, nas nossas escolas, praças, parques, festas, no diálogo familiar, enfim, em todos os ambientes que compõem o meio em que vivemos. Se prestarmos atenção aos fatos que estão acontecendo a nosso redor, perceberemos circunstâncias que, certamente, dizem respeito a nossa segurança, e, portanto, devem ser levadas ao conhecimento policial, esfera estatal responsável pelas providências subsequentes. Somos, então, todos, enquanto cidadãos, responsáveis por fornecer ao Estado elementos que lhe permitam prestar a segurança pública que desejamos. Importante salientar, que se, por um lado, o cidadão é responsável por contribuir com a segurança pública através da informação, também é um direito seu ser protegido pelo Estado que integra. É justamente acreditando no princípio da reciprocidade que, cada vez mais, têm-se criado mecanismos de coleta de dados diretamente da comunidade, através de telefones gratuitos, como 190, 197, 180, 181, 100, que possibilitaram tornara a denúncia anônima num meio eficaz no combate à criminalidade. Faça sua parte, denuncie!

Comentários

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
VCP - PFB Azul 08:45:00 Passo Fundo segunda a sábado
VCP - PFB Azul 17:40:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 23:15:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 20:35:00 Passo Fundo sábados
PFB - VCP Azul 06:00:00 Campinas - SP todos os dias
PFB - VCP Azul 10:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos domingos
PFB - VCP Azul 19:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos sábados
FLN - PFB Azul 16:15:00 Passo Fundo Segundas, sextas e domingos
PFB - FLN Azul 18:20:00 Florianópolis Segundas, sextas e domingos

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027