Especial | Passo Fundo 158 anos

MAVRS: Um espaço para cultura

MAVRS: Um espaço para cultura
Foto: Arquivo UPF

Prestes a completar 20 anos, o Museus de Artes Visuais Ruth Schneider olha para si e busca aproximar-se das escolas e da comunidade

A história do Museu de Artes Visuais Ruth Schneider, é relembrada pela coordenadora dos Museus Tania Aimi e pela assistente de museus Carla Mari Doneda, em um espaço chamado de sala multiuso, que diz muito sobre o momento atual do museu. O MAVRS nasceu do sonho da idealizadora Roseli Doleski Pretto, e da proposta da artista Ruth Schneider.

No início dos anos 90, Roseli alimentava a ideia de criar um Museu, e Ruth sentia falta de um espaço para abrigar suas obras que contavam um capítulo da história de Passo Fundo. Para incentivar a criação deste lugar, Ruth doou 200 obras que retratam o lendário Cassino da Maroca, que foram doadas para a Universidade de Passo Fundo. Ruth também trabalhou mobilizando outros artistas gaúchos para doarem obras para o acervo do museu que estava nascendo. Foi desta mobilização que veio muitas das peças importantes do MAVRS.

Roseli foi atrás de apoiadores, e como a Universidade de Passo Fundo não tinha um local apropriado para o funcionamento do museu, buscou apoio da Prefeitura que tinha a intenção de reativar o Museu Histórico. Firmaram a parceria que colocou a cidade na rota dos museus. O município cedeu o prédio histórico de 1911 à Universidade, em contrapartida a UPF teria que administrar e reabrir o Museu Histórico.

Não por acaso a data de inauguração, 18 de maio de 1996, é celebrada o Dia Internacional dos Museus.

Nestes 19 anos de funcionamento foram 201 exposições que já passaram pelo MAVRS. Obras de artistas como Iberê Camargo, Rubem Grilo, Fayga Ostrower, Vasco Prado, Manuel de Araújo Porto Alegre, Nelson Jungbluth, e o acervo do MARGS que por duas vezes trouxe obras de artistas como Di Cavalcanti e Portinari.

Laboratório
Há pouco mais de um ano o Museu tem feito um movimento de rever a sua relação com o público. Um dos primeiros feitos foi a retomada contínua dos editais que abrem espaço para os jovens artistas e estudantes que queiram expor seus trabalhos e experimentar suas técnicas. “Os acadêmicos, os recém formados precisam de um espaço, de ser creditados no seu trabalho para eles também alçar voos maiores”, acredita Tania.

A coordenadora destaca também o papel que foi pensado para o museu desde sua formação, de servir como um laboratório para os estudantes. “Este museu foi pensado para ser um laboratório para os acadêmicos de artes visuais da Universidade de Passo Fundo. Como espaço de laboratório os acadêmicos tem que conhecer, tem que vivenciar este ambiente”, diz Tania.

Segundo ela, a abertura do espaço do museu para quem está na universidade ou lançando os primeiros trabalhos, proporciona a quem está no início da carreira a possibilidade de conhecer como nasce uma exposição, vivenciar particularidades técnicas, e noções do processo de curadoria, elementos que dão um base importante ao artista iniciante.

A arte ao alcance de todos
Continuando o projeto de ficar cada vez mais próximo da comunidade, o museu continuou o exercício de se observar.

“Nós estamos fazendo a nossa reflexão, a nossa avaliação em cima dos problemas de porque a comunidade de Passo Fundo não visita o Museu, nós já temos feito nesses últimos anos muitas reflexões sobre isto e nós também avaliamos que a comunidade viaja e visita Museus, e não visita o Museu aqui em Passo Fundo. Claro, é um museu pequeno, nós não temos artistas de grande expressão aqui, mas nós temos um acervo considerável. E então, nós avaliamos que talvez a comunidade não venha porque não conheça o que tem aqui”, explica a coordenadora.

O movimento de tentar encurtar a distância entre o público e o museu começou em 2014, quando a logo foi reformulada. Os contornos da janela da fachada do prédio, passaram a ser usados para representar a identidade do prédio. “Lançamos isto como a logomarca como reconhecimento do espaço da casa dos museus”, enfatiza Tania, falando da necessidade do prédio histórico ser identificado pela comunidade pela sua atual função, de passar a ser autoreferente.

O segundo passo foi reavaliar a divulgação, e como as ações que acontecem no ambiente do museu são contadas. Também foi constatado que faltava um material para levar a divulgação dos museus para a comunidade e para as escolas. É neste ponto que nasceu o projeto Arte ao Alcance de Todos: democratização e divulgação do acervo do MAVRS, lançado na última quarta-feira (04).

O projeto que envolveu a confecção de materiais gráficos, a estruturação da sala multiuso citada nas primeiras linhas, e a compra de equipamentos foi viabilizada graças ao edital do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram).

A comunidade vai receber um adesivo que identifica a presença do museu de artes na cidade, um folder com o mapa de localização, e outro que mostra algumas peças do museu e conta um pouco da história de Roseli Doleski Pretto e Ruth Schneider.

Para as escolas, o material é mais amplo e dividido em dois eixos. Para deixar técnicas como pintura, gravura, desenho e escultura mais perto da realidade dos estudantes, vinte sacolas - cinco de cada técnica, estão disponíveis para empréstimo aos educadores. Cada uma delas vem com materiais específicos para a prática de cada técnica, atividades, glossários e lâminas de obras de diversos artistas, que compõe o acervo do museu.

Para os professores há uma pasta com quatro lâminas impressas de obras da artista Ruth Schneider e um caderno de atividades relacionadas às obras.

“Este projeto resgata um pouquinho do sonho da Roseli, e isto me dá uma satisfação muito grande. O sonho dela era funcionar um espaço como este”, resume

Comentários

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
VCP - PFB Azul 08:45:00 Passo Fundo segunda a sábado
VCP - PFB Azul 17:40:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 23:15:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 20:35:00 Passo Fundo sábados
PFB - VCP Azul 06:00:00 Campinas - SP todos os dias
PFB - VCP Azul 10:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos domingos
PFB - VCP Azul 19:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos sábados
FLN - PFB Azul 16:15:00 Passo Fundo Segundas, sextas e domingos
PFB - FLN Azul 18:20:00 Florianópolis Segundas, sextas e domingos

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027