Diário da Manhã

Estado

Quinta-feira de paralisação na segurança pública

Autor: Redação Passo Fundo

Descontentes com o parcelamento dos salários do executivo estadual, entidades de classe e sindicatos que formam o chamado “bloco da segurança pública” estão convocando 15 horas de paralisação, nesta quinta-feira (04), a partir das 06h da manhã até as 21h, visando a marcar a revolta das categorias frente ao tratamento dado pelo governo estadual – que alega falta de recursos - ao setor.

“Chamamos a atenção da sociedade gaúcha para que durante esse dia evite sair as ruas, abrir o comércio, levar seus filhos à escola, bem como orientamos a suspensão do transporte público, frente a absoluta falta de segurança que deverá imperar nesse dia”, diz o texto divulgado pelo “bloco”.

Classificando como aviltante o valor da primeira parcela dos salários, que foi de R$ 650,00, as entidades também anunciaram a deflagração de uma operação padrão, com atendimento dos plantões e casos emergenciais, que deverá ser mantida até a integralização do salário.

Em Passo Fundo, trabalhadores da segurança pública e representantes de outros setores também atingidos pelo parcelamento, devem se concentrar na Praça Marechal Floriano, nesta quinta-feira (04).

Segundo o Cpers, será dia de paralisação nas escolas estaduais.

O Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Coletivos Urbanos de Passo Fundo (Sindiurb) informou que os trabalhadores do transporte coletivo somente sairão das garagens com os veículos se as empresas garantirem a segurança. Segundo Miguel dos Santos Silva, presidente do Sindicato, amanhã pela manhã deve ser realizada assembleia com os trabalhadores para definir a situação, mas a tendência é que os veículos não circulem.

Em entrevista à rádio Diário AM 570, na tarde desta quarta-feira (03), a direção da Coleurb, por meio do assessor jurídico da empresa, 
José Melo de Freitas, afirmou que os coletivos da companhia devem circular normalmente.

Luiz Fernando Perin, representante do Sindicato dos Escrivães, Inspetores e Investigadores da Polícia Civil, confirmou que a categoria também vai aderir ao movimento.

O governador José Ivo Sartori divulgou nota afirmando que as manifestações não podem favorecer a criminalidade. Disse, ainda, que o governo respeita as manifestações sindicais, mas espera que elas ocorram de maneira pacífica e ordenada, sem prejudicar os mais de 11 milhões de gaúchos. Afirmou também que os serviços públicos devem ser mantidos, especialmente na área da Segurança Pública. Não serão tolerados quaisquer desrespeitos à legislação civil e militar.
 

Confira na íntegra a nota divulgada pelo Governo do Estado. 

Matéria atualizada às 15h30min, 03/08

Comentários

Galerias de Fotos

Anuncie Aqui

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
VCP - PFB Azul 08:45:00 Passo Fundo segunda a sábado
VCP - PFB Azul 17:40:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 23:15:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 20:35:00 Passo Fundo sábados
PFB - VCP Azul 06:00:00 Campinas - SP todos os dias
PFB - VCP Azul 10:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos domingos
PFB - VCP Azul 19:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos sábados
FLN - PFB Azul 16:15:00 Passo Fundo Segundas, sextas e domingos
PFB - FLN Azul 18:20:00 Florianópolis Segundas, sextas e domingos

Baixe o Aplicativo do Jornal

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027