Diário da Manhã

Estado

Patrulhamento, barreiras e abordagens

Autor: Redação Passo Fundo
Patrulhamento, barreiras e abordagens
Foto: Thanise Melo / Divulgação

Os 120 integrantes da Força Nacional que estão em Porto Alegre vão atuar no policiamento ostensivo e nos locais de grande circulação de pessoas da capital

O Comando do Policiamento da Capital (CPC) definiu, na tarde desta segunda-feira (29), em Porto Alegre,  a estratégia de incorporação do efetivo da Força Nacional de Segurança Pública (FNSP) à Operação Avante, principal ofensiva contra o crime. A BM oficializará, na manhã desta terça-feira (30), a incorporação do efetivo da FNSP à tropa empregada na Operação. A reunião, coordenada pelo comandante do CPC, coronel Mário Ikeda, teve a participação de oficiais da Força Nacional e dos comandantes dos batalhões da capital.

O reforço nacional de 120 agentes atuará no policiamento ostensivo, sob a coordenação direta do CPC. Os policiais serão empregados em ações de patrulhamento, barreiras móveis e abordagens, e em locais de grande circulação de pessoas, como as principais zonas comerciais da capital. "Esse efetivo irá se unir aos 160 homens que a Operação Avante possui exclusivamente para Porto Alegre, aumentando em muito a nossa abrangência", avalia Ikeda. No total, o efetivo terá 280 pessoas no combate à criminalidade.

Com relação ao custeio do comboio no Estado, o comandante do CPC salienta que os encargos estão sob responsabilidade da União. De acordo com o Ministério da Justiça e Cidadania (MJC), cada policial militar que atua na FNSP receberá diárias de R$ 212,40 durante a permanência no Rio Grande do Sul - valor padrão pago pelo governo Federal na condição de colaborador eventual, de acordo com o Decreto 5.992/2006. "Os policiais vêm com salários do seu estado e com diárias pagas pelo governo Federal. As viaturas e o combustível também são custeados pela União", acrescenta Ikeda.

Ações efetivas
O advogado, doutor em Direito pela Unisc e professor da Imed, Felipe da Veiga Dias avalia que as dificuldades operacionais de segurança, a falta de condições para a atividade policial e a precariedade dos presídios são problemas antigos do Estado.

Para o advogado, encontrar uma ação para a crise política as ações devem ir além do campo político. “Para realmente ter uma solução  para esse tipo de problema é necessário congregar todas as pessoas que realmente tem conhecimento sobre esse assunto, que realmente vão contribuir e não só ficar no debate político e não ter ações efetivas para solucionar esse tipo de problema”.

Comentários

Galerias de Fotos

Anuncie Aqui

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
VCP - PFB Azul 08:45:00 Passo Fundo segunda a sábado
VCP - PFB Azul 17:40:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 23:15:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 20:35:00 Passo Fundo sábados
PFB - VCP Azul 06:00:00 Campinas - SP todos os dias
PFB - VCP Azul 10:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos domingos
PFB - VCP Azul 19:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos sábados
FLN - PFB Azul 16:15:00 Passo Fundo Segundas, sextas e domingos
PFB - FLN Azul 18:20:00 Florianópolis Segundas, sextas e domingos

Baixe o Aplicativo do Jornal

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027