Diário da Manhã

Saúde

Tratamento traz esperança de reabilitação

Autor: Aline Prestes
Tratamento traz esperança de reabilitação
Foto: Arquivo

Família busca apoio da comunidade para realizar tratamento com células-tronco de filha de quatro anos no Japão

Há quatro anos, chegava ao mundo Nicoly Vedana, a terceira filha de Lucimar e Wilson moradores de Vila Maria na época. A primeira menina da família era desejada pelos pais que sonhavam em vê-la dançando balé como uma boneca. Por percalços do destino, com dois meses ela adoeceu e passou por dificuldades que sequer um dia eles imaginaram viver. Dentre delas, um Acidente Vascular Cerebral (AVC) a deixou sem movimentos, hoje ela não caminha, é muda, surda de um ouvido e cega de um olho. Além disso, foi diagnóstica com síndrome dos ossos de vidro e trombose.

Por setenta e cinco dias Nicoly ficou internada no Hospital São Vicente de Paulo (HSVP), recuperando-se para voltar ao lar, ao lado de seus pais e irmãos. Após tanta dor e medo a família buscou formas de tratar ela, procurando respostas em vários países para aquele diagnóstico que parecia e ainda parece sem volta. “Foi então que encontrei a Beike Biotechnology, a qual trabalha realizando pesquisas e tratamentos com células-tronco para pessoas com diversas doenças aparentemente sem volta, de todo mundo” conta a mãe Lucimar Nicolai.

O sonho de Lucimar em oferecer um tratamento para Nicoly começou pequeno em seu coração, quando passava diversas horas na internet em busca de formas de uma melhor qualidade para a vida de sua filha. “O que eu não imaginava é que este sentimento crescia forte também no coração de meu filho mais velho de onze anos, Renan. Em um dia sem menos esperar fiquei sabendo por uma amiga que ele havia escrito em sua rede social um pedido de ajuda para conseguir o tratamento de sua irmã mais nova” relata ela.

Na postagem no Facebook o menino escreve para um apresentador de programa televisivo um pedido cheio de simplicidade, sinceridade e amor à sua família, emocionando quem o lê:

“Oi Rodrigo, essa é minha irmã, ela tem quatro anos e depois de sofrer um AVC com dois meses de vida ela não fala, não caminha, come por sonda, minha mãe sonha em ver ela caminhar falar e por isso, peço ajuda. Tem um tratamento no Hospital de Beike no Japão com células-tronco isso vai reabilitar ela, pois as células injetadas nela ajudarão o seu cérebro que morreu, a voltar a ter movimentos novos onde ela terá a chance de falar e caminhar. Mas o tratamento é caro. Só ele custa 30 mil dólares, fora passagem e não temos como pagar. Já estou fazendo apelo pelo face para ela pois, o sonho de minha mãe é ver ela bem sempre. Ela fala que quer vê-la chamar mamãe. Ajuda-nos Rodrigo a chegar lá com a Nicoly. Vou deixar contatos pra vocês, sei que Deus vai iluminar e vocês vão ajudar. Somos de Passo Fundo. Obrigado” escreve o menino de onze anos.

Apesar do pedido de Renan, a família continuou buscando outras formas de arrecadar o valor para o tratamento de Nicoly, buscando apoio da comunidade via rifa, cachorro-quente voluntário, vaquinha online e postagens em redes sociais. “Para levarmos ela para o Japão, precisamos de R$ 100 mil, só o tratamento custa 30 mil dólares.  Mas ainda teremos o gasto das passagens, alimentação e emergências. Nosso desejo é tentar tudo ao nosso alcance pelo sorriso da nossa filha” declara a mãe.

O pai de Nicoly, Wilson Vedana salienta a necessidade em receber ajuda da comunidade para ser realizado o tratamento. Atualmente sua esposa passa o tempo todo ao lado da menina de quatro anos que dificilmente sai da cama em razão da paralisia e da síndrome dos ossos de vidro. “Ela é o presente mais lindo e puro que Deus nos deu. Mesmo com todas suas dificuldades ela sempre está sorrindo” conta ele.

O Tratamento

Quando Lucimar encontrou a Beike Biotechnology foi como uma resposta dos céus às suas preces, uma empresa que promete tratar algo que aqui, ainda era inconcebível. As pesquisas que existem ainda não são muito consistentes comparadas as que a empresa chinesa apresenta. “Passamos a pesquisar sobre o tratamento, se era seguro, se não colocaria em risco a vida da Nicoly. Conversei com outras mães que realizaram, além de conversar com o neurologista Rafael D Agostini Annes. Todos me deram boas indicações e incentivaram nosso sonho” pontua.

A terapia com células-tronco é um tipo de medicina regenerativa que envolve o transplante de células-tronco através de uma série de injeções. As células-tronco são células indiferenciadas que possuem a capacidade de se transformar em diferentes tipos de células e ajudam a realizar uma variedade de funções regenerativas. Mais de 16 mil pacientes já passaram pelo tratamento, dos quais sofrem de condições neurológicas, hepáticas e vasculares de acordo com o site da empresa. Atualmente, sendo estas condições incuráveis, o tratamento inclui ajudar os pacientes a alcançar uma melhor qualidade de vida.

A equipe médica do centro de tratamento adota diferentes métodos de aplicação em nossos pacientes: injeção intravenosa, punção lombar, injeção retrobulbar e injeção intramuscular, dependendo da condição específica de cada paciente.  Além dos métodos citados acima, outros tipos de injeções podem ser oferecidos, dependendo do caso de cada paciente, tais como injeção intravascular, e injeções intra-articulares. Todo tratamento combinado com medicina funcional.

De acordo com o representante da instituição, Ivory Junior, os médicos já analisaram a situação de Nicoly, compreendendo que seu caso pode ser recebido no Hospital Universitário de Hiroshima em Tóquio para tratamento, conforme seus exames e histórico de saúde enviado via e-mail. “Serão realizadas de seis a oito injeções com células-tronco, e um completo programa de reabilitação, com fisioterapia, acupuntura, terapia ocupacional, hidroterapia, estimulações por ondas elétricas, câmara hiperbárica e acompanhamento nutricional individual. Além de estar à disposição uma equipe internacional auxiliando cada passo do tratamento”, afirma ele em e-mail enviado para Lucimar.

No valor do tratamento está inclusa a hospedagem para o paciente, acompanhamento de serviços, entre outros durante os trinta dias. As evoluções possíveis incluem relação com o atraso mental, a diminuição da espasticidade e aumento da força muscular. “Nossa proposta visa melhorar a coordenação e força motora, melhora na deglutição e fala e recuperação da visão” explica Ivory.

Sobre a Beike

A Beike Biotechnology é uma empresa chinesa com sede em Shenzhen e Taizhou, que visa ajudar pacientes a receber tratamento através de tratamento com células-tronco para uma ampla variedade de condições de saúde. As pesquisas com células-tronco da Beike e as aplicações clínicas foram desenvolvidas ao longo de um período de vários anos no início da década de 1990.

O primeiro paciente (diagnosticado com ELA, esclerose lateral amiotrófica, também conhecida como Doença do neurônio motor) a ser tratado com células processadas Beike foi em 2001. Desde 2005, a Beike tem fornecido células-tronco aos seus hospitais parceiros para o tratamento de mais de 16.000 pacientes. A Beike fornece atualmente células-tronco do cordão umbilical, sangue do cordão umbilical e as células-tronco derivadas da medula óssea a mais de 30 hospitais para o tratamento de doenças neurológicas e vasculares.

Assim, sendo um distribuidor a Beike é capaz de manter um controle exaustivo sobre a preparação de células, testando os produtos derivados do sangue, para que estes sejam processados em nossos laboratórios e sejam obtidas as células para uso clínico. A empresa também trabalha em estreita colaboração com os nossos hospitais parceiros na elaboração dos protocolos de tratamento e assistência ao paciente. Cada hospital parceiro mantém uma equipe da Beike para ajudar os pacientes com o tratamento e as necessidades gerais durante o período de internação.

Além disso, seu departamento internacional formado por membros internacionais e chineses, a empresa oferece apoio aos pacientes durante o processo médico e de registro, prestação de serviços diários no hospital durante o tratamento, e seguimento aos pacientes que retornaram para casa depois do tratamento. Atualmente existem membros dos EUA, Austrália, Reino Unido, Itália, Rússia, Holanda, Alemanha, Roménia, Colômbia, Brasil, Portugal, Espanha, França, Polônia, África do Sul, Norte da África e no Oriente Médio.

AVC infantil

Mesmo sendo mais comum em adultos, o AVC também pode acontecer em crianças, sendo dividido em isquêmico, quando há a interrupção do fluxo sanguíneo do cérebro, ou hemorrágico, que acontece quando há o extravasamento de sangue para fora dos vasos. E assim como nos adultos, as crianças podem ficar com sequelas graves ou mesmo ir a óbito. Sendo uma das principais causas da paralisia cerebral na infância. Diferentemente do AVC em adultos, o AVC infantil mesmo com algumas causas bem esclarecidas, ainda há 25% dos casos sem origem identificada.

A falta de informação e de conhecimento sobre a existência do AVC infantil faz com a doença nem seja considerada mesmo com a presença de muitos sintomas. O mito de que não existe esta patologia em crianças dificulta e, às vezes, até anula a busca por socorro imediato, alertam os médicos. Outro problema observado pelos pediatras é o diagnóstico atrasado da patologia, chegando a levar até seis meses após o evento. Isso pode acontecer nos primeiros meses de vida do bebê e as sequelas do evento são confundidas com atraso neuropsicomotor da criança.

Se identificado logo e o tratamento iniciado na fase aguda, ou seja, imediatamente após o evento, as chances de recuperação plena são altas. Mas quanto maior o tempo para uma intervenção, maior podem ser as sequelas do paciente.

Fonte: Rede Brasil AVC

Como ajudar

Para viabilizar o tratamento da Nicoly a família organiza diversas ações, entre elas um cachorro-quente no valor de R$ 7,00 que ocorrerá no dia 25 deste mês e uma rifa no valor de R$ 5,00 que ambos podem ser adquiridos na Redação do Diário da Manhã de Passo Fundo.

Também possível realizar sua doação acessando no site Vakinha onde são recebidas doações em dinheiro.

Comentários

Galerias de Fotos

Anuncie Aqui

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
VCP - PFB Azul 08:45:00 Passo Fundo segunda a sábado
VCP - PFB Azul 17:40:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 23:15:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 20:35:00 Passo Fundo sábados
PFB - VCP Azul 06:00:00 Campinas - SP todos os dias
PFB - VCP Azul 10:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos domingos
PFB - VCP Azul 19:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos sábados
FLN - PFB Azul 16:15:00 Passo Fundo Segundas, sextas e domingos
PFB - FLN Azul 18:20:00 Florianópolis Segundas, sextas e domingos

Baixe o Aplicativo do Jornal

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027