Diário da Manhã | Notícia, Jornal, Rádio, Passo Fundo, Carazinho

Saúde

UPA deve oferecer atendimento para 4500 pessoas ao mês

Autor: Alessandro Tavares
UPA deve oferecer atendimento para 4500 pessoas ao mês
Arquivo DM

Secretaria da Saúde trabalha para abrir Unidade em 02 de abril 

A Secretaria Municipal de Saúde espera receber, na próxima semana, as propostas das entidades que foram convidadas a apresentar ao município suas cartas para a operacionalização da Unidade de Pronto Atendimento (UPA). A secretária, Anelise Almeida, informa que foram convidadas, além do HCC, outras duas entidades filantrópicas e que já operam na administração de hospitais e UPAs para que, também, participem da concorrência em adesão ao termo que esta sendo proposto pelo município.

Conforme Anelise, os profissionais da pasta realizaram um estudo pelo qual concluíram que deverá ser exigido, mensalmente, o montante de R$ 504 mil para o custeio do serviço, valor que o município dispõe a pagar. A prefeitura ainda terá de bancar as despesas com água, luz, internet, telefone e transporte de pacientes. Conforme a gestora, a Administração Municipal consultou ao Tribunal de Contas do Estado e verificou de que será possível fazer a contratação de entidade para operação em regime emergencial pelo período de seis meses. Paralelo ao procedimento de contratação em regime emergencial, a SMS elabora o termo para contratação definitiva, que deve ser de cinco anos, com a possibilidade de renovações.

A Unidade irá demandar de mão de obra de cerca de 70 profissionais de várias áreas, além da equipe médica. A exigência é de que a unidade, que vai funcionar na modalidade 3 das UPAs, tenha dois médicos por turno, com atendimento nas 24 horas do dia, nos sete  dias da semana. Nesta semana, servidores estão fazendo a limpeza interna do prédio e a remoção de alguns materiais que tinham sido depositados no local.  Ainda será feita a montagem dos móveis, equipamentos e aparelhos a serem utilizados. O montante de investimento entre móveis e equipamentos passa de R$ 1,6 milhão.  De acordo com a secretária, mesmo que o local tenha vigia interno, para evitar atos de vandalismo, já que estrutura tem mais de um mil metros quadrados e várias entradas, a opção foi por manter a maior parte dos móveis e equipamentos encaixotados para evitar riscos com furtos.

Estrutura

A meta estipulada pela SMS no termo para contratação de operadora é de que a Unidade de Pronto Atendimento possa ser inaugurada no dia 02 de abril. A Unidade Básica do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) deve ser realocada no local. A construção tem dormitórios e salas reservadas aos profissionais do SAMU. Uma das portas de entrada da UPA é destinada para os pacientes que forem trazidos pelas ambulâncias. A sala de observação terá capacidade de sete leitos adultos e um pediátrico. Na entrada principal da Unidade, serão recepcionados os pacientes que vieram à procura de atendimento.

Serão três consultórios para atendimento médico, além de salas de procedimentos.  Há, também, salas de inalações, de coleta de material para exames laboratoriais e de Raio X. O tamanho da UPA é maior do que o espaço da emergência do próprio HCC. Dentre os vários ambientes, existe uma sala para cadáveres, caso algum paciente faleça durante o atendimento.

A gestora frisa, no entanto, que a Emergência do HCC continuará em funcionamento e que as situações mais graves que necessitem de mais recursos para o atendimento serão encaminhados para o Hospital. Sobre a Unidade do SAMU Avançado, Anelise explica que, em um primeiro momento, a tendência é de que a equipe fique no local em que está. Um dos motivos seria a estrutura para acomodar todos os servidores.

Média diária de 150 atendimentos

Assim que a UPA entrar em funcionamento, o município dará início aos trâmites para o credenciamento da Unidade junto ao Ministério da Saúde, para o recebimento de recursos da União e Secretaria Estadual de Saúde para o custeio mensal. A SMS estaria preparada para suportar por conta própria as despesas totais da UPA por dez meses.

A estimativa é de um atendimento mensal de 4500 pessoas, com uma média diária de 150 atendimentos, gerando um custo médio paritário por atendimento de R$ 112,00. Segundo a gestora, hoje, considerando o volume de atendimentos feitos pela Emergência do Hospital e pelo Ambulatório Municipal , cerca de 230 pessoas são atendidas entre os dois locais, diariamente.  

 

Comentários

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
VCP - PFB Azul 08:45:00 Passo Fundo segunda a sábado
VCP - PFB Azul 17:40:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 23:15:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 20:35:00 Passo Fundo sábados
PFB - VCP Azul 06:00:00 Campinas - SP todos os dias
PFB - VCP Azul 10:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos domingos
PFB - VCP Azul 19:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos sábados
FLN - PFB Azul 16:15:00 Passo Fundo Segundas, sextas e domingos
PFB - FLN Azul 18:20:00 Florianópolis Segundas, sextas e domingos

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027