Diário da Manhã | Notícia, Jornal, Rádio, Passo Fundo, Carazinho

Cultura

Exemplo de inclusão e incentivo ao talento

Autor: Isabella Westphalen
Exemplo de inclusão e incentivo ao talento
Foto: Isabella Westphalen/ DM

A Escola Estadual Cônego João Batista Sorg apresenta a porta “papa-livros” da sua biblioteca. Além de ser uma novidade, a iniciativa valoriza a inclusão nas escolas de Carazinho

Pensando em facilitar a vida dos alunos e promover uma atividade diferente no colégio, a funcionária da biblioteca do Sorg, Traudi Fulber Hepp, sugeriu o projeto da porta “papa-livros”, que consiste em uma abertura na porta lateral da biblioteca, para que os alunos possam devolver os livros que pegam emprestado, caso a biblioteca já esteja fechada.

Porém, o diferencial que consiste no projeto é em como ele foi executado, pois contou com a ajuda e colaboração do aluno do segundo ano do Ensino Médio, Mateus Soares da Silva, 16 anos, que é deficiente auditivo e já demonstrou, em outras ocasiões, ter um talento especial para as artes, principalmente para o desenho e pintura. “Eu gosto muito de desenhar e agora, depois dessa pintura, aprendi mais sobre os detalhes, desenhos. Foi difícil encontrar a imagem, procurei e achei esse, que é dos grafites africanos”, contou o estudante, que afirma ter se inspirado na imagem que encontrou na internet e a reproduziu na nova porta da biblioteca, dizendo ter certa facilidade para desenhar, o que é algo que gosta muito. “Esse reconhecimento da escola foi muito bom, gostei de fazer, me envolvi, minha família se envolveu também. Achei que ficou bonito, gostei”, ressaltou Mateus, que participou da entrevista com a ajuda de sua interprete, tradutora e docente em libras, Sônia Mara Lima Klein, responsável por acompanhar o aluno em todas as aulas, auxiliando na tradução e desenvolvimento do aluno no colégio.

A inclusão escolar de pessoas que possuem algum transtorno ou deficiência, está se tornando uma realidade cada vez mais presente nas escolas em Carazinho e ontem foi a vez do Sorg mostrar a arte de seu aluno. Segundo o diretor do colégio, Rogério Santos Barbier, o estudante prontamente topou o desafio e surpreendeu positivamente com o resultado. “O Mateus estuda aqui desde o ano passado, foi um desafio para nós, também. Acredito que ele se sentiu lisonjeado com a nossa proposta e temos que prestigiar”, frisou Barbier que, após essa iniciativa, conta que está sendo analisada a possibilidade de pintar as outras portas da escola, com outros movimentos artísticos. “É importante mostrar para os alunos, porque incentiva a criatividade, cada vez mais valorizando os trabalhos deles. A escola é um instrumento de aprendizado, não só de apreciação da arte e cultura, mas também um instrumento cultural”, complementou o diretor, que deseja que essa iniciativa chegue até outras escolas e cause um movimento de “colorir, formar e informar seus alunos”.

Em relação à escolha de Mateus para realizar a pintura, a coordenadora pedagógica da escola, Cátia Tombini Citron, conta que o aluno já havia se destacado em um projeto de pintura no ano passado e acredita que essa é uma habilidade que ele desenvolve desde pequeno. “Pensei nele de primeira, com certeza, pelo talento e pela questão da inclusão também, para que ele se sinta cada vez mais parte da escola”, comentou Cátia.

Ajuda e reconhecimento

Peça chave para o desenvolvimento de Mateus na escola, a interprete Sônia o acompanha diariamente, em todas as disciplinas, e não poupou elogios ao aluno, a quem caracteriza como dedicado, responsável, talentoso e organizado. “Ele procura fazer as coisas sempre certas, tem responsabilidade. Tudo que é pedido ele faz, está sempre pronto para ajudar. Me sinto satisfeita e feliz de estar aqui todos os dias, junto com ele e vendo que os amigos e colegas adoram ver os trabalhos dele”, explicou docente em libras.

Sônia também trabalha em uma escola municipal, auxiliando um menino deficiente auditivo de 9 anos e, à noite, atende uma aluna no Neja. “Cada conquista deles, qualquer coisa que conquistam, é também uma vitória para mim. Sinal de que eu estou passando para eles tudo de forma correta, que eles conseguem responder a mim e aos professores. O trabalho que o Mateus fez aqui hoje, é algo muito lindo”, complementou a interprete.

Valorizando a arte, a leitura e as diferenças

Para a idealizadora do projeto, Traudi, que trabalha há 24 como funcionária da biblioteca no SORG,  a arte e a leitura criam infinitas possibilidades de visão de mundo e acredita que a pintura da porta, realizada por Mateus, fazendo a releitura da obra “grafite africano street”, além de valorizar essa forma de arte, também tem o objetivo de despertar o interesse pelo hábito da leitura. “Os alunos ao passarem pelo local, irão lembrar da biblioteca, dos livros, isso serve tanto para quem tem livro para devolver, como para quem deseja iniciar uma boa leitura. Então, essa porta artística, serve de apoio”, avaliou Traudi. 

Comentários

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
VCP - PFB Azul 08:45:00 Passo Fundo segunda a sábado
VCP - PFB Azul 17:40:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 23:15:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 20:35:00 Passo Fundo sábados
PFB - VCP Azul 06:00:00 Campinas - SP todos os dias
PFB - VCP Azul 10:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos domingos
PFB - VCP Azul 19:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos sábados
FLN - PFB Azul 16:15:00 Passo Fundo Segundas, sextas e domingos
PFB - FLN Azul 18:20:00 Florianópolis Segundas, sextas e domingos

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027