Geral

Corsan em Carazinho está sob nova direção

Autor: Redação Diário da Manhã
Corsan em Carazinho está sob nova direção
Foto: Alessandro Tavares/ DM

Meta do novo gestor é fazer frente aos desperdícios do sistema, que podem chegar a até 48%

Com 29 anos de atuação na Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan), sendo 24 destes na unidade de Carazinho, Gilmar José Skowronski é o novo chefe do serviço no município. O gerente Alexandre Oliveira, que estava à frente da unidade há 11 meses, esteve de férias durante o mês de maio e ao final do mês passado foi convidado a assumir a Companhia em Passo Fundo, já que o chefe daquela unidade aposentou-se. Skowronski foi indicado para chefiar a unidade de Carazinho.

De acordo  com o servidor, sua principal meta é dar  continuidade ao trabalho de  atacar as perdas  que o  serviço  tem  nos  diferentes  setores, em  especial na distribuição. De acordo com Skowronski, entre o volume de  água que é tratado e o volume que de de fato é faturado pela empresa as perdas chegam a até 48%, já  considerando as situações de inadimplências.

No mês passado, a unidade  processou 537.956  metros cúbicos de água  distribuídos para as 27.100 economias que são atendidas na cidade.  A média diária de consumo da população foi de 281,3 litros por habitante.

Como resolver?

De acordo com o servidor,  são três formas práticas de  atacar tal gargalo: a troca de hidrômetros, a identificação dos  vazamentos invisíveis, que são aqueles que não formam acúmulo de água perceptível a olho, e a troca de tubulação.

Segundo Skowronski,  só no mês passado os leituristas com o uso de um aparelho  específico encontraram 30 pontos de vazamentos em diferentes bairros da  cidade. A troca  de hidrômetros é uma constante, são cerca de 500 equipamentos que estão sendo substituídos mensalmente. O servidor comenta que o ideal é que o tempo de uso de um hidrômetro seja de cinco anos. A partir daí a medição fica prejudicada e a Companhia estima que perca com isso entre 5% e 6% .

Tubulação

Para a  empresa, o equipamento tem custo de  R$ 67,00 por unidade.  A Corsan estima que na cidade ao menos mil  hidrômetros  tenham mais de 10 anos de  uso. Outra  ação da empresa é a substituição de redes de canalização, porém, até o final deste ano os contratos e planos da Companhia pretendem  promover a  troca  de cerca  de 4  mil quilômetros de tubulação.

O servidor estima que na cidade cerca de 30% da tubulação de água ainda seja de amianto. Os materiais estão  sendo trocados gradativamente. Skowronski lembra que com a  aproximação  do Inverno ficam mais frequentes  os rompimentos dos tubos que ainda são de amianto, já que esse  tipo de material é afetado pela  oscilação de  temperatura  do solo durante a estação e fica mais suscetível às  rupturas.

Reajuste

Sobre os índices de reajuste do preço da água que são revistos anualmente no mês de julho, o servidor comenta  que, embora se especule que a variação possa ser de até 2,59%, a  Companhia ainda não  foi definitivamente notificada pelas agências  reguladoras da  aprovação da nova tarifa.  

Comentários

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
VCP - PFB Azul 08:45:00 Passo Fundo segunda a sábado
VCP - PFB Azul 17:40:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 23:15:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 20:35:00 Passo Fundo sábados
PFB - VCP Azul 06:00:00 Campinas - SP todos os dias
PFB - VCP Azul 10:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos domingos
PFB - VCP Azul 19:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos sábados
FLN - PFB Azul 16:15:00 Passo Fundo Segundas, sextas e domingos
PFB - FLN Azul 18:20:00 Florianópolis Segundas, sextas e domingos

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027