Economia

Setor de serviços apresenta crescimento

Autor: Caetano Bortolini Barreto
Setor de serviços apresenta crescimento
Foto: Caetano Barreto/DM

Estudo do IBGE aponta o primeiro índice positivo do setor no ano, e o Rio Grande do Sul aparece como destaque positivo na área

Pela primeira vez em 2018, o volume do setor de serviços mostrou sinais de uma retomada e cresceu 1% no período de março para abril. Segundo dados da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o setor vinha acumulando pequenas quedas, e registrou 0,2% negativos de fevereiro para março. Porém, em comparação com o mesmo período em 2017, o setor teve um crescimento de 2,2%, o índice mais alto desde março de 2015 (2,3%). Apesar do bom desempenho em abril, o segmento acumula quedas de 0,6% no ano e de 1,4% no em 12 meses.

Para Carlos Eduardo Lopes da Silva, Secretário de Desenvolvimento Econômico de Passo Fundo, esse avanço é significativo para região. “Nosso PIB é composto mais de 80% de serviços e comércio, e era uma expectativa que confirmássemos nossa pujança nesse setor. Nós temos presença destacada na abertura de empresas também, que muitas foram criadas para atender o setor de serviços”, apontou. Segundo o levantamento do IBGE, divulgado na última semana, foram responsáveis por esse avanço os serviços prestados à família (1,5%), serviços profissionais, administrativos e complementares (1,7%), transportes e correio (1,2%) e outros serviços (0,7%). O único indicador que apontou uma retração foram os serviços de informação e comunicação, que fechou o trimestre com -1,1%. O agregado das atividades turísticas subiu 3,3% na passagem de março para abril.

O setor de serviços, segundo o secretário Carlos Eduardo, tem influência direta no Produto Interno Bruto (PIB) municipal: “Normalmente, essa questão dos serviços está atrelada a empresas de participação individual, o que ajuda duplamente, em primeiro lugar pois são pessoas que estavam sem colocação que optaram pelo empreendedorismo, e em segundo porque a prestação de serviço contribui significativamente no auxílio ao orçamento do município, já que os tributos ligados ao setor, como o ISS, entram na veia do município, é um imposto que fica dentro da cidade, e não como outros setores em que o tributo vai para a União ou o Estado e que depois retorna via participação”, destacou.

Setor gaúcho contribui para o crescimento

Os resultados positivos foram registrados em 11 dos 27 estados do país, e o melhor resultado foi no Rio Grande do Sul, que liderou o crescimento com a marca de 5,7%, seguido por São Paulo, que assinalou avanço 1,7%. No comparativo com 2017, o setor gaúcho mantém o destaque nos resultados, contribuindo com 6,8% no crescimento anual, e São Paulo exerceu o principal impacto positivo, sendo o primeiro estado a alcançar a maior taxa desde março de 2015 (5,4%).

O índice de atividades turísticas avançou 3,3% entre março para abril de 2018, com alta também em 12 estados, e o Rio Grande do Sul também aparece como destaque na área, crescendo 3,7% em abril desse ano, e 5,8% em relação à 2017. São Paulo lidera no setor de atividades turísticas, com 5,3% no primeiro trimestre e 3,0% no acumulado de 12 meses. Já o estado do Rio de Janeiro, notório líder de serviços e comércio em turismo, vem em constante queda e é destaque negativo no estudo do IBGE, registrando -2,0% em abril deste ano e -6,0% em comparação com o ano passado.

Estimativa de queda

Apesar da alta registrada pelo IBGE, a Confederação Nacional de Bens, Serviços e Turismo (CNC) estima que as vendas do setor de serviços devem ter uma queda de 0,5% em 2018, na comparação com 2017. O economista-chefe da CNC, Fabio Bentes, analisou que os serviços são o setor que têm maior dificuldade em recuperar o crescimento econômico. “Além do fraco nível geral de atividade econômica interna, a carência de investimentos, decorrentes das incertezas relacionados ao quadro político de 2018, ainda se coloca como um obstáculo à recuperação das atividades contempladas na PMS, uma vez que a maior parte das receitas geradas tem origem na prestação de serviços entre as empresas”, explicou.

Além disso, a pesquisa Sondagem Conjuntural do Sebrae, realizada trimestralmente, revelou a queda do percentual de empresários que acreditavam em uma melhora da economia nos próximos 12 meses. Em março, 49,2% apostavam em recuperação para o período futuro. Em junho, o índice de empreendedores otimistas com o rumo do país caiu para 31,4%, interrompendo uma sequência de crescimento observada ao longo da série, iniciada há um ano. A pesquisa foi feita entre 21 e 25 de maio de 2018 com 2.992 empresários. E entre os mais pessimistas, está justamente o setor de serviços, em que apenas 34,8% dos entrevistados acreditavam no crescimento da economia, seguido pelo Comércio, com 29,1%. Ainda conforme o estudo do Sebrae, quase metade dos empresários (47,5%) não pretende contratar nem demitir funcionários nos próximos 12 meses e o percentual dos que pretendem contratar caiu de 26% (março/2018) para 17,6% (junho/2018).

Carlos Eduardo, contudo, segue otimista: “Eu acredito numa retomada, nas expectativas que foram apresentadas no início do ano tivemos indicativos de que a economia no Brasil, baseadas no que a gente lê e fala com especialista na área, é positiva. Essa retomada foi prejudicada com a paralisação dos caminhoneiros, principalmente no PIB, que já está sendo revisto um pouco para baixo, mas, mesmo assim, a nossa visão é que, na área de serviços, e até mesmo no comércio, nós teremos uma retomada forte. A indústria de transformação de manufaturados já deu uma demonstração de reinício de atividades também, o que significa é que está recebendo pedidos”, defendeu.

Comentários

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
VCP - PFB Azul 08:45:00 Passo Fundo segunda a sábado
VCP - PFB Azul 17:40:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 23:15:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 20:35:00 Passo Fundo sábados
PFB - VCP Azul 06:00:00 Campinas - SP todos os dias
PFB - VCP Azul 10:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos domingos
PFB - VCP Azul 19:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos sábados
FLN - PFB Azul 16:15:00 Passo Fundo Segundas, sextas e domingos
PFB - FLN Azul 18:20:00 Florianópolis Segundas, sextas e domingos

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027