Educação

Estado investe R$ 1,2 milhão em escolas de Passo Fundo

Autor: Matheus Moraes
Estado investe R$ 1,2 milhão em escolas de Passo Fundo
Foto: Matheus Moraes / DM

Sete unidades receberão aporte financeiro para reformas estruturais. Ao todo, Programa Autonomia Financeira libera recursos para beneficiar 349 escolas do Rio Grande do Sul

O governo estadual liberou R$ 53,390 milhões provenientes do Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento) para utilização exclusiva em reformas e ampliações de 349 escolas estaduais. Em Passo Fundo, sete educandários serão beneficiados com o aporte financeiro. As escolas beneficiadas são a Eulina Braga, Anna Luísa Ferrão Teixeira, Cardeal Arcoverde, Cecy Leite Costa, Adelino Pereira Simões, Lucile Fragoso de Albuquerque e João de Césaro. O aporte significa um investimento de R$ 1.230.000,00 milhão na cidade.

A liberação da verba ocorreu na manhã dessa quarta-feira (27), após assinatura do governador José Ivo Sartori, no Palácio Piratini. O ato também contou com a presença dos secretários de Planejamento, Governança e Gestão, Josué Barbosa, da Educação, Ronaldo Krummenauer, e de Obras, Saneamento e Habitação, Rogério Salazar. Os valores são referentes ao Programa Autonomia Financeira 2018 e do salário-educação. Os repasses vão direto para cada instituição de ensino. Na cidade, a maior destinação de verba será para a Escola Adelino Pereira Simões, com R$ 330 mil. As demais escolas receberão R$ 150 mil para as obras de recuperação.

O governador Sartori afirmou que os investimentos são parte da qualificação de ensino. “Todos saem ganhando quando as próprias escolas decidem onde e como vão investir o recurso, de acordo com as suas necessidades. Isso agiliza o processo e permite que o dinheiro seja aplicado onde é urgentemente necessário”, ressaltou. De acordo com a 7a Coordenadoria Regional de Educação (CRE), uma reunião está marcada para sexta-feira (29), junto ao Governo do Estado, para detalhar as reformas nos educandários da cidade. O coordenador da região, Elton Luiz D’Marchi, cumpre agenda em Porto Alegre desde ontem e participará do encontro.

A reportagem tentou contato com as sete escolas na tarde dessa quarta-feira, para esclarecimento das demandas individuais. No entanto, a maioria estava com as portas fechadas e sem aulas, em razão do jogo da Seleção Brasileira pela Copa do Mundo. O único educandário que atendeu a reportagem foi a Escola João de Césaro, que optou por manter as aulas. De acordo com a diretora Maria Clarice, a verba será importante para realizar a alteração do telhado, além de outra parte ser destinada para a parte elétrica. “Nós fizemos uma reforma importante no ano passado, mas ainda faltou uma ou outra coisa. A nossa principal demanda é a troca de telhados”, afirma.

Avaliação criteriosa

As instituições foram selecionadas a partir de critérios técnicos, segundo o secretário de Educação do Estado. “A grande maioria por causa da rede elétrica, porque boa parte das escolas têm necessidade nesse sentido. Também existem apontamentos do Ministério Público e da comunidade escolar reclamando alguma necessidade. Outro critério é a parceria com as universidades e os processos de Plano de Prevenção e Proteção Contra Incêndio (PPCI) que já foram aprovados pelos Bombeiros, mas ainda não tiveram início”, esclareceu Krummenauer. A seleção ainda leva em conta as análises do Comitê Gestor de Obras, que funciona dentro da Secretaria da Educação (Seduc), trazendo critérios pedagógicos, de recursos humanos e de necessidade de obras nas escolas.

Terceira edição do Programa

Essa é a terceira edição do programa, iniciado em 2016 e que atendeu 1.002 demandas do Estado, com um investimento total de R$ 134 milhões. No ano passado, em Passo Fundo, as escolas Cecy Leite Costa, João de Césaro, Protásio Alves e Anna Luísa Ferrão Teixeira já haviam sido contempladas com aporte financeiro de R$ 120 mil, oriundas do BIRD para manutenção estrutural.

Em março deste ano, a reportagem produzida pelo Diário da Manhã, com a manchete “O eco das ocupações”, abordou as necessidades dos educandários estaduais da cidade após dois anos do movimento dos estudantes. O conteúdo apresentou que a principal carência da Escola Adelino Pereira Simões é referente a acessibilidade. De acordo com dados da 7a CRE, segundo a reportagem, a escola Eulina Braga havia realizado uma reforma geral da estrutura, mas precisava de recuperação da parte interna, além de pintura no muro externo. Fora que, no local, existe uma inclinação do muro de cimento lateral. Outras melhorias também foram realizadas no Cecy Leite Costa, na pintura externa e reforma de salas. Outras escolas que tiveram restaurações no ano passado foram a Protásio Alves e a Nicolau Araújo Vergueiro (EENAV).

Escolas

Eulina Braga

Investimento: R$ 150 mil

Alunos: 408

 

Anna Luísa Ferrão Teixeira

Investimento: R$ 150 mil

Alunos: 565

 

Cardeal Arcoverde:

Investimento: R$ 150 mil

 

Cecy Leite Costa

Investimento: R$ 150 mil

Alunos: 813

 

Adelino Pereira Simões

Investimento: R$ 330 mil

Alunos: 717

 

Lucile Fragoso de Albuquerque

Investimento: R$ 150 mil

Alunos: 564

 

João de Césaro

Investimento: R$ 150 mil

Alunos: 320

 

Fonte: Governo do Estado

 

Comentários

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
VCP - PFB Azul 08:45:00 Passo Fundo segunda a sábado
VCP - PFB Azul 17:40:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 23:15:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 20:35:00 Passo Fundo sábados
PFB - VCP Azul 06:00:00 Campinas - SP todos os dias
PFB - VCP Azul 10:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos domingos
PFB - VCP Azul 19:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos sábados
FLN - PFB Azul 16:15:00 Passo Fundo Segundas, sextas e domingos
PFB - FLN Azul 18:20:00 Florianópolis Segundas, sextas e domingos

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027