Diário da Manhã | Notícia, Jornal, Rádio, Passo Fundo, Carazinho

Polícia

Susepe apresenta projeto de recuperação do albergue

Autor: Alessandro Tavares
Susepe apresenta projeto de recuperação do albergue
Prédio foi incendiado em 25 de março (Foto: DM/Arquivo)

Na próxima quarta-feira (8), reunião no Ministério Público deve deliberar se a obra poderá ser custeada pelo Conselho da Comunidade ou governo estadual

Quatro meses depois do incêndio no Instituto Penal de Carazinho (IPC), a Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) apresentou na semana passada o projeto assinado por profissionais vinculados ao setor de engenharia que se propõe a reformar o espaço.

O incêndio aconteceu em 25 de março. “Recebemos o projeto da engenharia prisional que contempla a demolição parcial do alojamento B, que foi o mais danificado pelo incêndio de março”, comenta o diretor adjunto do Presídio Estadual de Carazinho (Pecar), Eberson Tapia de Oliveira.

O servidor revela que, além da demolição e reconstrução do alojamento B, da outra parte menos danificada se prevê um novo reboco das paredes, azulejamento e novas instalações elétricas e hidráulicas.

A capacidade de alojamento permanecerá sendo para 64 detentos. Embora a nova proposta tenha algumas alterações em relação à disposição de parte de algumas paredes, o tamanho da estrutura se manterá o mesmo.

Recursos

Oliveira comenta que agora haverá uma reunião com o Poder Judiciário para deliberar sobre o aporte de recursos para viabilizar a reforma. “Na próxima quarta-feira (8), o diretor de engenharia prisional da Susepe estará em Carazinho e participará de reunião no Ministério Público com empresas da área de construção civil que atuam na cidade. O objetivo é que as empresas avaliem o projeto apresentado e se iniciem as discussões sobre o orçamento que será preciso para viabilizar”, comenta Oliveira.

De acordo com o diretor adjunto do Pecar, foram 11 empresas convidadas a participar da reunião, sendo que a ideia é verificar se o Conselho da Comunidade, por meio de recursos repassados pela Vara de Execuções Criminais (VEC) tem como custear a obra, ou se os valores devem ter envergadura maior e a situação demandaria aporte do Governo do Estado.

Fator burocracia

Oliveira estima que caso o Conselho da Comunidade tenha condições para custear a demanda provavelmente desta forma a realização da obra se dê em tempo menor, uma vez que o processo para a realização é menos burocrático. O prazo de obra estimado no projeto é de 90 dias.

Porém, caso os valores sejam mais expressivos e demandem aporte de recursos, devendo o governo do estado custear a obra, se demandará então abertura de licitação, o que só de tempo de tramitação de praxe deve levar em torno de 120 dias.

 

Comentários

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
VCP - PFB Azul 08:45:00 Passo Fundo segunda a sábado
VCP - PFB Azul 17:40:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 23:15:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 20:35:00 Passo Fundo sábados
PFB - VCP Azul 06:00:00 Campinas - SP todos os dias
PFB - VCP Azul 10:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos domingos
PFB - VCP Azul 19:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos sábados
FLN - PFB Azul 16:15:00 Passo Fundo Segundas, sextas e domingos
PFB - FLN Azul 18:20:00 Florianópolis Segundas, sextas e domingos

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027