Diário da Manhã | Notícia, Jornal, Rádio, Passo Fundo, Carazinho

Saúde

Secretaria de Saúde disponibiliza 3 mil doses contra pólio e sarampo

Autor: Anderson Favero
Secretaria de Saúde disponibiliza 3 mil doses contra pólio e sarampo
Foto: DM/Arquivo

Vacinas serão aplicadas até o dia 31 de agosto, data em que encerra a Campanha Nacional de Imunização

Iniciou nesta segunda-feira (6) e segue até o dia 31 de agosto a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e o Sarampo. No Rio Grande do Sul, a meta é imunizar mais de 520 mil crianças com idade entre 1 ano e menores de 5 anos.

Em Carazinho, a Secretaria de Saúde não soube informar o número de crianças que receberá as vacinas, no entanto, disponibilizará, nesse período da campanha, cerca de 3 mil doses de cada uma das vacinas e espera o comparecimento de 95% do público-alvo.

- Essa faixa etária é mais suscetível a complicações de ambas as doenças e, tendo em vista o surgimento de alguns casos no Brasil, se fez necessária essa mobilização. Aos pais, fica sempre o apelo para que levem seus filhos às unidades de saúde, eliminando quaisquer riscos de contágio, pois são doenças agressivas – explica Anelise Almeida, secretária municipal de Saúde.

Nesse contexto, a vacinação no município ocorre em 14 postos de saúde e mais a sala de vacinação central. Ambos permanecerão abertos de segunda a sexta-feira, das 7h45min às 12h e das 13h15min às 17h.

No dia 18 de agosto, um sábado, ocorre o Dia D de mobilização, quando cerca de 36 mil postos de saúde em todo o país estarão abertos. Nessa ocasião, até mesmo os postos de saúde que estão em reforma no município irão abrir.

- A campanha acontece para aumentar os índices de cobertura vacinal e, assim, diminuir a possibilidade de retorno da pólio e a propagação do sarampo, doenças que já eram consideradas eliminadas no Brasil – destaca Anelise.

Cobertura

Neste ano, o Ministério da Saúde decidiu que a vacinação será feita de forma indiscriminada. Isso significa que mesmo as crianças que já estão com esquema vacinal completo devem ser levadas aos postos de saúde para receber mais um reforço.

No caso da pólio, crianças que não tomaram nenhuma dose ao longo da vida devem receber a Vacina Inativada Poliomielite (VIP). As que já tomaram uma ou mais doses devem receber a Vacina Oral Poliomielite (VOP), popular gotinha. E para o sarampo todas devem receber uma dose da Tríplice Viral – desde que não tenham sido vacinadas nos últimos 30 dias.

Riscos

O sarampo é uma doença infecciosa grave transmitida pela fala, tosse e o espirro, e extremamente contagiosa. As complicações infecciosas contribuem para a gravidade do quadro, particularmente em crianças desnutridas e menores de 1 ano. Atualmente, entretanto, o país enfrenta surtos de sarampo em Roraima e no Amazonas, além de casos já identificados em São Paulo, no Rio Grande do Sul, em Rondônia e no Rio de Janeiro.

O sarampo não era registrado no país desde 2015. Contudo, neste ano, voltaram a ser registrados diversos casos, inclusive com cinco mortes registradas na região norte. No Rio Grande do Sul, até o momento, são 13 casos confirmados em pessoas com histórico de viagem à Europa e ao Amazonas ou em pessoas com contato próximo a elas.

Já a pólio é causada por um vírus que vive no intestino - o poliovírus - e geralmente atinge crianças com menos de 4 anos, mas também pode contaminar adultos. Os sintomas se assemelham com infecções respiratórias – como febre e dor de garganta – e gastrointestinais – como náusea, vômito e prisão de ventre.

Cerca de 1% dos infectados pelo vírus desenvolve a forma paralítica da doença, que pode causar sequelas permanentes, insuficiência respiratória e, em alguns casos, levar à morte. A pólio, também chamada de poliomielite ou paralisia infantil, está erradicada do Brasil desde 1994. O último caso registrado no estado foi em 1983.

Público adulto

Conforme explica a secretária de Saúde Anelise Almeida, a Campanha não é direcionada ao público adulto, entretanto, conforme previsto no Calendário Nacional de Vacinação, adultos com até 29 anos que não tiverem completado o esquema na infância devem receber duas doses da Tríplice Viral e adultos com idade entre 30 e 49 anos devem receber uma dose da Tríplice Viral. O adulto que não souber sua situação vacinal deve procurar o posto de saúde mais próximo para tomar as doses previstas para sua faixa etária.


 

Comentários

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
VCP - PFB Azul 08:45:00 Passo Fundo segunda a sábado
VCP - PFB Azul 17:40:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 23:15:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 20:35:00 Passo Fundo sábados
PFB - VCP Azul 06:00:00 Campinas - SP todos os dias
PFB - VCP Azul 10:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos domingos
PFB - VCP Azul 19:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos sábados
FLN - PFB Azul 16:15:00 Passo Fundo Segundas, sextas e domingos
PFB - FLN Azul 18:20:00 Florianópolis Segundas, sextas e domingos

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027