Diário da Manhã | Notícia, Jornal, Rádio, Passo Fundo, Carazinho

Geral

Consultas são canceladas por falta de médicos especialistas nos Cais

Autor: Matheus Moraes
Consultas são canceladas por falta de médicos especialistas nos Cais
Foto: Matheus Moraes / DM

Vencimento de contrato de profissionais de especialidades e falta de comprovação para novas contratações abriram lacuna nos atendimentos. Secretaria Municipal de Saúde abriu nova chamada de seleção para suprir ausências

Faz seis anos que Maria Helena retirou pedra na vesícula e aliviou as dores que contraíam sobre o seu corpo. Até o processo, o sentimento era de que pudesse falecer tamanha era a dificuldade de enfrentar o problema de saúde. A dor, que parecia ter sido sanada nesse período, retornou de maneira gradativa nos últimos meses. Com ela, a preocupação tomou conta da passo-fundense, que buscou recorrer a uma unidade de saúde do município.

Há pouco mais de um mês, Maria conseguiu marcar uma consulta com um clínico, agendada para o Centro de Atenção Integral à Saúde (CAIS) Cohab I, no bairro Boqueirão. Na última semana, ela se deslocou até a unidade de saúde para o atendimento. Mas ao chegar no local, ela recebeu a notícia de que não poderia ser atendida, porque faltavam médicos no Cais. A cena, de acordo com Maria Helena, voltava a se repetir. “Foi a segunda vez que me aconteceu isso. Cheguei para consultar e me comunicaram que não havia mais clínico. Aí eu me pergunto: eu faço o que nessas horas? A população fica como?”, indaga.

A passo-fundense, que perdeu seu dia de trabalho para realizar a consulta, demonstrou indignação por não receber, novamente, o atendimento. Ela diz estar cansada de ser repassada de um lugar para o outro. “Eles [funcionários] deveriam, pelo menos, avisar o paciente. Você marca um tempão antes para chegar no dia e não ser atendida. É um problema. Eu estou sentindo meu problema retornar e estou com medo. Não quero morrer nas mãos de médicos. Eu quero uma solução, uma resposta. Já fui repassada de outro lugar para cá e agora dizem que não há mais médico. É algo sem explicação”, desabafa.

Assim como esse caso, outros pacientes devem ter passado pela mesma situação. É que os Cais da cidade estão com falta de médicos especialistas, em razão do término de contrato dos antigos e o trâmite para a contratação de novos. A Secretaria Municipal de Saúde confirmou que ocorre esse problema no município. De acordo com a secretária Carla Beatrice Crivellaro Gonçalves, um processo seletivo foi aberto antes mesmo do término de contrato dos médicos, que tem validade de dois anos. No entanto, durante a seleção, não foi encaminhada toda a documentação correta e não foi comprovada a titulação de especialidades. “Tivemos a finalização do contrato dos médicos que estavam. Fizemos um processo seletivo para que não ocorre falta deles, mas não conseguiram comprovar a formação posterior a titulação. Em razão disso, não conseguimos efetivar o contrato”, afirma.

Um segundo processo seletivo foi aberto pela Secretaria Municipal de Saúde. De acordo com Carla, os médicos das unidades básicas de saúde (UBS) seguem atuando normalmente com vigência contratual. “Nós fizemos uma segunda chamada. Então, as pessoas precisam se apresentar, trazer a documentação. Nós já estamos deixando tudo pronto. É necessário que seja feita a comprovação da titulação de todos”, completa. Os contratos dos médicos que venceram foram assinados em 2016, ou seja, estouraram a vigência neste ano, após dois anos em vigor.

Orientações

A secretária municipal de Saúde, Carla Gonçalves, orienta que os pacientes conversem com a enfermeira responsável por cada unidade dos Cais. “É interessante conversar com elas para identificar alguma possibilidade. Dependendo da situação do paciente, algum outro local que ele possa ser encaminhado. Isso se não for algo de rotina, mas que seja algo mais agudo, uma situação que precise de atendimento imediato. A gente tenta fazer esse remanejo”, declara. Segundo ela, os médicos da atenção básica já colaboram com a situação. Além disso, o grupo de enfermeiras responsáveis já foi orientado em reunião na última quarta-feira (1) a respeito do caso. “É um momento de transição até que tudo se normalize”, conclui Carla. Em casos de sintoma de gripe, diarreia ou outro de maior intensidade, há orientação para que o paciente procure o Hospital Beneficente Dr. César Santos, o popular Hospital Municipal, para realizar os atendimentos.

Comentários

Horários de Voos

Vôo Empresa Horários Destino (s) Frequência
VCP - PFB Azul 08:45:00 Passo Fundo segunda a sábado
VCP - PFB Azul 17:40:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 23:15:00 Passo Fundo segundas, terças, quartas, quintas, sextas e domin
VCP - PFB Azul 20:35:00 Passo Fundo sábados
PFB - VCP Azul 06:00:00 Campinas - SP todos os dias
PFB - VCP Azul 10:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos domingos
PFB - VCP Azul 19:55:00 Campinas - SP todos os dias exceto aos sábados
FLN - PFB Azul 16:15:00 Passo Fundo Segundas, sextas e domingos
PFB - FLN Azul 18:20:00 Florianópolis Segundas, sextas e domingos

Matriz

Curta o Diário

(54)3316-4800Passo Fundo

(54)3329-9666Carazinho

  • Passo Fundo: (54) 9905-7864

    Carazinho: (54) 9959-5027